18 de março de 2021

 

8 em 10 pessoas acreditam que o futuro da indústria automóvel será elétrico 

 

• Em Portugal, 82% acreditam que o elétrico será o futuro da mobilidade urbana
• Os fabricantes de automóveis acompanham esta tendência com investimentos cada vez mais avultados em veículos híbridos e elétricos

 

Muito se tem discutido sobre o futuro da mobilidade urbana e, em particular, do setor automóvel. Sobreviverão os carros movidos através de combustíveis fósseis? Serão estes substituídos por soluções mais recentes e ecológicas, como automóveis híbridos ou elétricos? Será que, a médio/longo prazo, a indústria automóvel perderá toda a sua importância económica?

O Observador Cetelem Automóvel 2021 procurou compreender por onde passará o futuro do setor automóvel e os portugueses não têm dúvidas: 82% responderam que o veículo elétrico é o futuro da indústria, um número acima da média europeia (73%) e da média mundial (77%). O Brasil (91%), a Polónia (87%) e a Turquia (87%) são os países que mais acreditam nesta solução e, por outro lado, a Bélgica (55%), a Alemanha (56%) e a França (62%) os menos convictos.

A fé no automóvel elétrico como salvador da indústria também se mede pelo plano de investimentos dos fabricantes de automóveis em veículos híbridos e elétricos, que tem aumentado de ano para ano, prevendo-se que assim continue.

Será, portanto, um divórcio impossível entre a indústria e os consumidores? Os números apontam para que sim, mas, para garantir que não há divórcio, há uma exigência por parte dos consumidores para que os carros do futuro tenham muito poucas semelhanças com os carros de hoje. Ambiciona-se que sejam mais económicos e ultra tecnológicos, mais sustentáveis e com maior autonomia.

Metodologia

As análises económicas e de mercado, bem como as projeções, foram realizadas em parceria com a empresa de estudos e consultoria C-Ways, especializada em marketing de antecipação.
O trabalho de campo quantitativo foi conduzido pela Harris Interactive de 2 a 11 de setembro de 2020 em 15 países: África do Sul, Alemanha, Bélgica, Brasil, China, Espanha, Estados Unidos da América, França, Itália, Japão, Holanda, Polónia, Portugal, Reino Unido e Turquia.
No total, foram entrevistadas 10.000 pessoas online (método de recolha CAWI), com idade entre 18 e 65 anos, representativas de cada país. A representatividade da amostra é assegurada pelo método quotas (sexo, idade). Foram entrevistadas 500 pessoas em cada país, exceto em França onde se realizaram 3 mil entrevistas.


Sobre o Cetelem

Cetelem é uma marca do BNP Paribas Personal Finance, entidade especialista em crédito ao consumo do Grupo BNP Paribas. Líder europeu no sector, está presente em mais de 30 países de 4 continentes, empregando mais de 20 mil pessoas. Em Portugal desde 1993, tem como propósito promover o acesso a um consumo mais responsável e sustentável para apoiar clientes e parceiros. Uma missão diária de mais de 600 colaboradores – especialistas em crédito pessoal, financiamento automóvel, cartões de crédito e seguros. Produtos subscritos por milhões de clientes no site, na app, por telefone, nas lojas ou num dos 3800 estabelecimentos de parceiros.

Para mais informações:

ATREVIA – Agência de Comunicação 
Inês Albino – ialbino@atrevia.com 
Sara Vinagre – svinagre@atrevia.com