16 de junho de 2020

 

Portugueses regressam às lojas para fazer compras adiadas

 

• Inquérito de regresso do Observador Cetelem analisa intenções de consumo pós Estado de Emergência;

• Principais compras serão de Calçado/Roupa (19%) e produtos de remodelação e decoração do lar (16%);

• 90% consideram importante a existência de ofertas e promoções especiais.
 

Mais de metade dos consumidores que adiaram compras estão de regresso às lojas para concretizarem as suas compras (53%) durante o encerramento dos espaços comerciais. Contudo, a evolução da economia (24%), as perspetivas de emprego (19%) e a evolução da pandemia (17%) serão fundamentais para que os consumidores concretizem as suas compras.

Para estimular aquisições, os consumidores consideram que, durante a reabertura, os comerciantes devem apresentar ofertas e promoções especiais (90%); ter sistemas de higienização para produtos (88%); continuar a ter entregas ao domicílio com garantia de saneamento (84%); ter pontos de venda higienizados com sistemas de ventilação (80%); ou alargar o horário de funcionamento (76%). São ainda mencionados o atendimento apenas por marcação (67%) e os pagamentos apenas com cartão bancário (64%). 

No regresso ao consumo, Calçado e Roupa (19%), produtos de remodelação e decoração do lar (16%) e eletrodomésticos (14%) estão no topo das intenções de consumo. Ainda assim, 25% dizem que não vão já avançar com os planos adiados durante a pandemia e 21% diz ter novos planos. 

Apesar de reabertura da atividade, face à situação de pandemia e a evolução dos rendimentos, a maioria dos portugueses (58%) é da opinião que no futuro passará a comprar menos do que antes. A maioria pela incerteza face ao futuro da economia (61%) mas o Layoff (28%) e a diminuição de rendimentos (27%) também condicionam consumo. 

Os consumidores do sexo feminino (61%), entre os 45 e os 54 anos (64%) e os residentes em Lisboa (74%) e no Porto (73%) são os que assumem consumir menos. A incerteza face à situação económica foi mencionada de forma geral pela maioria dos portugueses, independentemente do sexo, faixa etária e localização geográfica. 

Quando questionados sobre o que tencionam retomar com maior frequência, 94% responderam estar com a família e com os amigos; 62% ir ao cabeleireiro; e 54% visitas aos centros comerciais. De seguida foram mencionados: andar de transportes (46%); atividades culturais (37%); lojas de roupa e acessórios (35%); visitar locais de culto (34%); e ir de férias (31%). 

O top 3 do que sentiram mais falta de fazer durante este período, apresenta respostas muito semelhantes: o convívio com familiares e amigos (92%); cabeleireiro (47%); e centros comerciais (36%). De seguida foi ainda referido as visitas a locais de culto (26%); visita a espaço culturais (24%); e ir de férias (17%).

Metodologia:

O inquérito quantitativo do Observador Cetelem 2020 foi realizado pela empresa de estudos de mercado Nielsen. Este teve por base uma amostra representativa de 1000 indivíduos residentes em Portugal Continental, de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os 18 e os 74 anos de idade. A amostra total é representativa da população e está estratificada por distrito, sexo, idade e níveis socioeconómicos e conta com um erro máximo associado de +/- 3.1 pontos percentuais para um intervalo de confiança de 95%. As entrevistas foram realizadas telefonicamente (CATI), com informação recolhida por intermédio de um questionário estruturado de perguntas fechadas. O trabalho de campo foi realizado entre 20 de maio e 1 de junho de 2020. 


Sobre o Cetelem

Cetelem é a marca do Banco BNP Paribas Personal Finance, presente em Portugal desde 1993. Líderes europeus, estamos presentes em mais de 30 países de 4 continentes, empregando mais de 20 mil pessoas. Em Portugal contamos com mais de 740 colaboradores e servimos anualmente mais de 1,37 milhões de clientes e estamos presentes em mais de 4000 estabelecimentos de parceiros de negócio. Cartões de crédito, crédito pessoal, soluções automóvel e seguros são os principais produtos comercializados pelo Cetelem e estão disponíveis aos consumidores em cetelem.pt, por telefone e nos estabelecimentos comerciais dos principais parceiros em Portugal, além de serem disponibilizados nas nossas lojas no Porto e em Lisboa.

Para mais informações:
ATREVIA – 21 324 0227
Catarina da Fonseca – cfonseca@atrevia.com
Inês Albino – ialbino@atrevia.com